A história dos pubs no Reino Unido


Conheça a origem desses bares tão peculiares

Cada vez mais surgem pubs em cidades brasileiras. O visual descolado dos bares e as cervejas artesanais ganharam popularidade, fazendo com que os pubs se tornassem o novo local favorito para os brasileiros se divertirem. Mas não apenas de cervejas artesanais e decoração temática vivem os pubs. Existe algo que diferencia os pubs que conhecemos aqui dos bares britânicos: a história.


pub, não pub.

Pub é uma abreviação para public house (casa pública), ou seja, pubs são, por essência, ambientes comunitários. Esses estabelecimentos, licenciados para a venda e consumo local de bebidas alcoólicas, são parte da cultura popular britânica, sendo a cerveja sua principal atração.

E quanta cerveja. Só na Inglaterra, existem mais de 50 mil pubs. Se considerarmos todo o Reino Unido, esse número ultrapassa 60 mil. De fato, não faltam opções de pubs para você incluir no roteiro turístico quando visitar o Reino Unido. E se bebidas etílicas não são a sua praia, visite-os mesmo assim – as refeições dos pubs são tão deliciosas quanto as cervejas.


Antes da cerveja, o vinho

Os primeiros estabelecimentos surgiram cerca de 2 mil anos atrás durante a colonização romana da região que hoje compõe o Reino Unido. Os romanos construíam tavernas ao longo das estradas à medida que iam adentrando o território. Naquela época, a bebida comercializada era o vinho.

No século V, com a invasão dos povos anglo-saxões, vikings, dinamarqueses e escandinavos, o cardápio das tavernas foi adaptado à bebida tradicional desses povos: a cerveja. Dessa maneira, as tavernas deram espaço às alehouses (casas de cerveja), nome que remete ao fato da cerveja, antes chamada de ale, ser produzida por mulheres dentro de suas próprias casas.


Os regulars

No ano de 965, a popularidade das alehouses era grande. Então, o Rei inglês Edgar, o Pacífico, determinou que em cada vilarejo poderia existir apenas uma casa de cerveja. A lei não durou muito e, já em 1577, havia um bar para cada 187 pessoas no Reino Unido. O censo abrangeu diferentes estabelecimentos, como as tavernas de origem romana que ainda existiam, as alehouses e as chamadas inns, hospedarias com um bar no andar de baixo.

Como esses locais se tornaram um ponto de encontro da comunidade local, passaram a ser chamados de public houses, ou pubs. E os moradores locais costumavam frequentar sempre o mesmo pub, tanto que eram chamados de regulars. Isso que é clientela fiel.


Ring the bells

Com o intenso movimento nos pubs, surgiu a necessidade de criar leis para controlar a bebida. O primeiro ato que exigia licença para a venda de bebidas alcoólicas foi criado no século 16. As primeiras limitações de horários veio no século 19.

A limitação do horário de funcionamento trouxe uma tradição muito comum até nos dias de hoje, a de tocar sinos para anunciar os últimos pedidos de cerveja. Atualmente, os pubs funcionam das 11:00 às 23:00 horas e, geralmente 30 ou 45 minutos antes do fechamento, um sino é tocado para anunciar os last orders.

Para que um pub funcione até depois das 23:00 horas, seu proprietário deve solicitar uma licença, que será concedida ou não dependendo da violência no entorno do estabelecimento, do cumprimento de requisitos referentes ao abafamento de som, entre outros fatores.


Por mais que tentemos, é impossível descrever a sensação de visitar um pub britânico. O ambiente místico nos faz pensar que estamos na Idade Média ou em algum episódio da série Vikings. Vale a pena conferir!

Artigos Relacionados

Do seu jeito, em qualquer lugar!

O curso acompanha seu ritmo, tanto na sua vida, quanto no seu aprendizado. É você quem lidera sua forma de aprender.

A1, B2? Entenda seu nível de fluência!

Entenda em que nível de proficiência você se encontra. O Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR) é a nossa base.

AMEAI

Na AMEAI, você ouve, fala, lê, escreve, tem conhecimentos gramaticais, vê vídeos, acessa o vocabulário e curiosidades a respeito do idioma estudado.